Rede Social do Café

T Ó P I C O : PORTUGAL: “CoroNaspresso”. Cientistas inventam teste à covid-19 caseiro usando cápsulas de café

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5207

Visitas: 23.839.467

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

PORTUGAL: “CoroNaspresso”. Cientistas inventam teste à covid-19 caseiro usando cápsulas de café


Autor: Leonardo Assad Aoun

182 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 07/04/2021 10:58:01


Leonardo Assad Aoun comentou em: 07/04/2021 10:53

 

PORTUGAL: “CoroNaspresso”. Cientistas inventam teste à covid-19 caseiro usando cápsulas de café

 

Por Daniel Costa/ZAP.aeiou


Davizro / Canva

Uma equipa de investigadores criou o “CoroNaspresso”, um teste caseiro, fácil e barato à covid-19 feito através de cápsulas da máquina de café.

A transição para o teletrabalho teve os seus desafios para todos nós, mas quando o seu trabalho envolve investigar aplicações biológicas para nanotecnologia, esses desafios são um pouco mais complicados. Impedido de trabalhar a partir do laboratório, seria de esperar que a pesquisa do químico Vittorio Saggiomo, da Universidade de Wageningen, nos Países Baixos, estagnasse.

Mas Saggiomo é criativo e começou a perguntar-se se poderia usar eletrodomésticos comuns na luta contra a covid-19. Mais especificamente, se poderia criar um teste caseiro, barato e altamente sensível para o novo coronavírus. E, ao que parece, sim.

A sua equipa publicou, então, a ideia na plataforma de pré-publicação ChemArxiv, mas o artigo ainda não foi revisto por pares.

De momento, existem dois tipos principais de teste à covid-19: o teste PCR e o teste de fluxo lateral (LFT). O PCR é uma técnica altamente sensível, que precisa de materiais e equipamentos especializados para funcionar – razão pela qual os testes são enviados para um laboratório, que demora um ou dois dias para obter o resultado.

O segundo teste mais comum é o teste de fluxo lateral (LFT). Os LFTs são rápidos, baratos e fáceis de usar, tornando-os ideais para testes caseiros e comunitários. Mas não são, nem de longe, tão sensíveis quanto os testes PCR, o que significa que muitas pessoas infetadas obterão um falso negativo dos testes LFT.

Testes CoroNaspresso

Por esta razão, seria ideal ter um teste caseiro tão fácil de usar quanto os LFTs, mas tão sensível quanto o teste de PCR. E um excelente candidato é um método denominado amplificação isotérmica mediada por loop (Lamp), que funciona de acordo com princípios muito semelhantes ao PCR, mas com algumas vantagens.

Pode, por exemplo, ser combinado com uma “leitura de cores”. Quando ocorre a reação do Lamp, esta provoca um aumento na acidez da amostra, o que significa que pode adicionar uma substância que muda de cor de acordo com o valor do pH na mistura da reação, fornecendo uma indicação visual de um resultado positivo ou negativo. Outra vantagem é que as reações do Lamp são realizadas a uma temperatura fixa.

No entanto, fabricar e enviar novos dispositivos eletrónicos projetados especificamente para testes de Lamp domésticos é impraticável (especialmente durante uma pandemia).

Então, Saggiomo tentou encontrar uma maneira de contornar isso e encontrou substâncias chamadas materiais de mudança de fase que absorvem energia (calor) à medida que derretem e, assim, mantêm uma temperatura constante.

Depois de encontrar uma cera feita do tal material que derretia exatamente à temperatura exigida, Saggiomo começou a construir um dispositivo. De seguida, precisava de ser inserido noutro material que pudesse ser aquecido.

Acabou por olhar para o invólucro perfeito enquanto preparava o seu pequeno-almoço: cápsulas para a máquina de café Nespresso.

A etapa final foi apenas encontrar a maneira certa de aquecer as cápsulas. Depois de experimentar a máquina de lavar louça (funcionou, mas as amostras continuaram a perder-se), o microondas (falhou porque os tubos sobreaqueceram e as tampas estouraram) e as chávenas cheias de água quente (sem controlo suficiente da temperatura), Saggiomo descobriu a solução numa panela simples de água a ferver.

O dispositivo “CoroNaspresso” resultante, quando testado por outros membros da equipa, com zaragatoas de seis pessoas, identificou corretamente três casos de covid-19 (estes tinham uma cor diferente dos testes negativos).

Finally is out, our super cheap, easy to produce in millions, almost universal, and with low waste impact nucleic acid detection (LAMP test for #COVID19) non-instrumental device. The answer is: a Nespresso capsule. The question is: why we did this? 1/nhttps://t.co/ZHe9JHqUcy pic.twitter.com/Llkb3VNhl4

— Vittorio Saggiomo (@V_Saggiomo) March 23, 2021

O teste, incluindo as cápsulas, cera e frascos para inserir material genético, seriam fáceis de produzir aos milhões e as pessoas poderiam recolher o material genético em casa e aquecer as cápsulas para obter os resultados. Estes dispositivos também são baratos (cerca de 20 cêntimos), fáceis de fazer, fáceis de usar e amplamente recicláveis.

Visualizar | |   Comentar     |  



1