Rede Social do Café

T Ó P I C O : Café: safra menor e espera por melhores preços podem surpreender compradores Notícias Agrícolas

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5018

Visitas: 20.050.864

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Café: safra menor e espera por melhores preços podem surpreender compradores Notícias Agrícolas


Autor: Everton Fernandes de Oliveira

683 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 16/05/2018 16:02:21


Everton Fernandes de Oliveira comentou em: 16/05/2018 16:18

 

Café: safra menor e espera por melhores preços podem surpreender compradores Notícias Agrícolas

 

Café: safra menor e espera por melhores preços podem surpreender compradores
Notícias Agrícolas
 

 

 

Aleksander Horta e Izadora Pimenta

 

Com a influência da chegada da safra brasileira, os preços do mercado do café não contam com uma alta consistente na Bolsa de Nova York (ICE Futures Group), apesar de uma modificação positiva na semana passada.

Lúcio Dias, superintendente comercial da Cooxupé, destaca que, no Brasil, visualiza-se a safra de uma forma diferente da expectativa dos grandes players, que estão sendo otimistas em relação ao volume.

 

Enquanto o mercado internacional aposta em uma safra de 48 milhões de sacas para o arábica, a Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) trabalha com 42 milhões de sacas, números que a Cooxupé também aposta.

A produção do Brasil será impulsionada, de fato, pelo café conilon, que deverá ter uma produção de 13 a 15 milhões de sacas. Dias lembra que os únicos players que não consideram os números da Conab são aqueles que trabalham com o mercado do café. "Temos um defeito grave de não acreditar nos nossos próprios números", diz.

Ele conta que, apesar da boa florada, a seca forte em várias regiões brasileiras fez com que houvesse uma falta de pegamento, ficando a produção assim aquém das expectativas iniciais. Há muito café verde sendo colhido que irá competir diretamente com o conilon - este que possui os preços depreciados no momento.

Os produtores, portanto, terão de se preocupar com a qualidade. A demanda cresce pelo café tipo cereja descascado e a qualidade recebe prêmio. O conselho de Dias, assim, é para que os produtores "caprichem na qualidade".

No mercado internacional, a conjuntura deve continuar complicada, "a não ser que haja uma onda de frio forte", avalia o superintendente.

Visualizar | |   Comentar     |  



1