Rede Social do Café

T Ó P I C O : Produção mundial de café robusta deve atingir 77,1 milhões de sacas de 60kg na safra 2021-2022 e quebrar recorde histórico

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5229

Visitas: 24.497.912

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Produção mundial de café robusta deve atingir 77,1 milhões de sacas de 60kg na safra 2021-2022 e quebrar recorde histórico


Autor: Leonardo Assad Aoun

32 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 17/10/2021 09:57:35


Leonardo Assad Aoun comentou em: 17/10/2021 09:57

 

Produção mundial de café robusta deve atingir 77,1 milhões de sacas de 60kg na safra 2021-2022 e quebrar recorde histórico

 

Sumario_VBP_setembro

Valor Bruto de Produção das lavouras brasileiras está estimado em R$ 746,8 bilhões para 2021, a cafeicultura ocupa a quarta posição entre as 17 lavouras estudadas

A safra mundial de café robusta para o ano-cafeeiro 2021-2022 está prevista em 77,1 milhões de sacas de 60kg, volume 4,6% maior que 2020-2021. O Vietnã, maior produtor dessa espécie, deverá ser responsável por 29,7 milhões de sacas, volume que representa um aumento de 6% em relação à safra passada. Em relação ao café da espécie arábica a previsão mundial é que sejam produzidas 87,7 milhões de sacas no corrente ano-cafeeiro 2021-2022, safra que deverá apresentar uma redução de 14%, se comparada com a anterior.

O Brasil teve sua safra total, incluindo as espécies de arábica e robusta, estimada em 48,8 milhões de sacas de 60kg para a safra 2020-2021, número que representa aproximadamente 30% da produção mundial, estimada em 164,8 milhões de sacas. Tal produção brasileira contempla 33,3 milhões de sacas de café arábica, que equivalem a 38% da produção mundial, e 15,4 milhões de sacas de café robusta, as quais correspondem a 20% do volume físico produzido dessa espécie no mundo. Essa performance posiciona o Brasil em primeiro lugar na produção de café arábica e em segundo lugar na produção de café robusta, em nível global.

Em relação à Colômbia, que é o terceiro país maior produtor de café no mundo, precedida pelo Brasil e Vietnã, cuja safra é exclusivamente da espécie arábica, deverá colher nesse mesmo ano-cafeeiro 14,1 milhões de sacas que correspondem a 16% da produção mundial de café arábica e 8,5% da produção total de café no planeta. Para fins dessas análises, a safra mundial de café do ano-cafeeiro 2021-2022 foi estimada em 164,8 milhões de sacas, sendo 87,7 milhões de sacas da espécie arábica (53%) e 77,1 milhões de sacas de café robusta (47%).

Os dados e números estatísticos da cafeicultura brasileira e mundial, que permitiram realizar estas análises e estabelecer comparações da produção dos cafés arábica e robusta pelos três maiores países produtores de café (Brasil, Vietnã e Colômbia) foram extraídos do Sumário Executivo do Café – setembro de 2021, da Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa, disponível na íntegra, no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.

Neste mesmo contexto de análise da performance da cafeicultura, o Valor Bruto da Produção – VBP dos Cafés do Brasil, também produzido mensalmente pela SPA – Mapa, está estimado em R$ 36,3 bilhões para 2021, sendo R$ 28 bilhões de café arábica, que equivalem a aproximadamente 77% desse total, e R$ 8,3 bilhões da espécie de café robusta, que correspondem a 23% do VBP da cafeicultura brasileira.

A soma do Valor Bruto de Produção – VBP das 17 maiores lavouras brasileiras está estimado em R$ 746,8 bilhões para 2021, maior valor já registrado em um ano e que representa um aumento de 12% em relação ao VBP de 2020. Ao comparar apenas a receita do café com esse montante, constata-se que ela representa em torno de 4,9% do VBP de todas as lavouras brasileiras.

De acordo com os dados constantes no Valor Bruto da Produção – VBP – Setembro 2021, se for estabelecido um ranking do faturamento bruto das lavouras, destaca-se que o café ocupa o quarto lugar em receita bruta. Nesse caso, figura em primeiro lugar a soja, com R$ 360,2 bilhões, em segundo o milho, com R$ 121,57 bilhões, na sequência, em terceiro, vem a cana-de-açúcar – R$ 83 bilhões, em quarto, conforme mencionado, o café – R$ 36,3 bilhões e, em quinto o algodão com R$ 29,8 bilhões.

Com base ainda nos dados do Valor Bruto da Produção – VBP – Setembro 2020, se for estabelecido um ranking do faturamento bruto estimado para as cinco regiões geográficas brasileiras que produzem café, considerando as duas espécies (arábica e conilon), em ordem decrescente, constata-se que a Região Sudeste desponta em primeiro lugar com R$ 31,6 bilhões, cujo montante equivale a 87% do faturamento total, seguida pela Região Nordeste que teve sua estimativa calculada em R$ 2,25 bilhões, a qual corresponde a 6,2%.

Dando continuidade a este ranking, em terceira posição vem a Região Norte com a receita bruta estimada em R$ 1,45 bilhão, que corresponde a 4%. E, na sequência, em quarto lugar, figura a Região Sul com R$ 763,5 milhões de potencial de arrecadação com a atividade cafeeira, o que equivale a 2%. Por fim, em quinto, encontra-se a Região Centro-Oeste que tem o faturamento bruto da lavoura cafeeira estimado em R$ 310,3 milhões, montante que corresponde a 0,8% do total estimado as lavouras dos Cafés do Brasil.

Visite o site do Observatório do Café para ler na íntegra o Valor Bruto da Produção – VBP de setembro de 2021, elaborado pela SPA/Mapa, pelo link:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/images/stories/noticias/2021/Setembro/09_21.pdf

Visite o site do Observatório do Café para ler na íntegra o Sumário Executivo do Café – setembro 2021, elaborado pela SPA/Mapa, pelo link:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/images/stories/noticias/2021/Setembro/Sumario_Cafe_setembro_2021.pdf

Conheça o todo acervo de publicações da Embrapa Café e faça download dos arquivos pelo link:

https://www.embrapa.br/cafe/publicacoes

Confira as ANÁLISES (Análises e notícias da cafeicultura) divulgadas pelo Observatório do Café no link abaixo:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/imprensa/noticias

Chefia Adjunta de Transferência de Tecnologia da Embrapa Café

Texto: Thiago Cavaton – MTb 12941/DF

Fonte: CCCMG

Visualizar | |   Comentar     |  



1