Rede Social do Café

T Ó P I C O : MERCADO DE CAFÉ - Escritório Carvalhaes, quarta-feira (13)

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5197

Visitas: 23.491.237

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

MERCADO DE CAFÉ - Escritório Carvalhaes, quarta-feira (13)


Autor: Leonardo Assad Aoun

61 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 13/01/2021 21:07:03


Leonardo Assad Aoun comentou em: 13/01/2021 21:01

 

MERCADO DE CAFÉ - Escritório Carvalhaes, quarta-feira (13)

 

MERCADO DE CAFÉ

Santos, 13 de janeiro de 2021 – Quarta-feira

A bolsa de café de N.Y. fechou com alta de 385 pontos, a US$1,2525 por libra peso nos contratos com vencimento em março próximo.

O dólar fechou hoje a R$ 5,3110 (baixa de 0,24%).

Mercado físico de café:   

Os contratos de café na ICE Futures US em Nova Iorque abriram hoje em alta. Essa alta foi crescendo ao longo do pregão, aparentemente ajustando as cotações na ICE à forte queda ontem do dólar frente ao real (O pregão de café na ICE se encerra bem mais cedo que o mercado cambial no Brasil). Os contratos com vencimento em março próximo na ICE fecharam o pregão com alta de 385 pontos a US$1,2525 por libra peso. Ontem haviam fechado com queda de 5 pontos a US$1,2140. Uma estimativa privada da próxima safra brasileira de café (da Monsanto Tavares) falando em quebra de 37% na produção brasileira de arábica em 2021, também ajudou na correção das cotações em NY.

O dólar fechou hoje com queda de 0,24 %, a R$ 5,3110. Ontem havia fechado  com baixa de 3,25%.

Em reais por saca os contratos de café para março na ICE encerraram hoje valendo R$ 879,93. Ontem fecharam a R$ 854,97. Na segunda-feira haviam fechado a R$ 884,08. Encerraram  2020 valendo R$880,14.             

Os negócios no mercado físico brasileiro de café continuaram calmos, com poucos negócios fechados. O interesse comprador é bom e continua crescendo. O volume de negócios não cresce porque as ideias de preços dos cafeicultores continuam bem acima dos preços oferecidos no mercado. 

Nas últimas 24 horas a chuva ainda aconteceu entre norte do Paraná e entre São Paulo e Minas Gerais. O acumulado foi elevado em pontos da Mogiana com 130 mm em Monte-Mor. Aliás, as chuvas frequentes das últimas semanas têm atrapalhado os tratos culturais, como a adubação das lavouras. Para os próximos cinco dias, são esperadas ainda chuvas frequentes e volumosas, acima dos 70 mm entre norte do Paraná, São Paulo, sul e cerrado de Minas Gerais. Em Rondônia, a chuva fica entre 30 a 50mm e entre Espírito Santo e sul da Bahia, abaixo dos 15 mm no período. Especialmente em Minas Gerais há condição de invernada com temperaturas mais baixas do que o normal. Isso segue mantendo condição para doenças fúngicas e dificulta trabalhos de campo.  Até o final de janeiro segue a chuva frequente entre São Paulo e Minas Gerais e Rondônia por causa da ação de um bloqueio atmosférico no Pacífico e a água mais quente do que o normal na costa do Sudeste. Por outro lado, entre Espírito Santo e sul da Bahia a chuva é pouco significativa no período, por causa da presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis que traz o ar mais seco e quente para a área (SOMAR Meteorologia).

Temos selecionado e colocado diariamente em nosso site notícias e informações sobre o mercado de café e os impactos que vêm recebendo da crise mundial com a COVID – 19.

O Escritório Carvalhaes está trabalhando em regime parcial de home office.    

FECHAMENTO DA BOLSA DE NEW YORK: 13/01/2021

MARÇO /21 125,25 385

MAIO/21 127,25 380

JULHO/21 129,15 380

SETEMBRO/21 130,95 380

DEZEMBRO/21 133,00 375

MARÇO/22 134,80 365

Saudações,

Escritório Carvalhaes

Visualizar | |   Comentar     |  



1