Rede Social do Café

T Ó P I C O : #Coffee Tree Café realiza degustação de Cafés Especiais do Sul de Minas em Santo André

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5079

Visitas: 21.133.628

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

#Coffee Tree Café realiza degustação de Cafés Especiais do Sul de Minas em Santo André


Autor: Leonardo Assad Aoun

80 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 15/03/2019 15:52:39


Leonardo Assad Aoun comentou em: 15/03/2019 16:07

 

#Coffee Tree Café realiza degustação de Cafés Especiais do Sul de Minas em Santo André

 

ABC do Abc lança coluna para cafeicultores contarem suas trajetórias até as cafeterias. Evento reuniu produtores de cafés e empresários de cafeterias de São Paulo na Coffee Tree

A doçura dos Cafés do Sul de Minas foi servida em uma tarde especial para os clientes da Coffe Tree Cafés em Santo ANdré. A rodada de negócio começou com uma conversa entre os empresários Bruno Martins, Luiz Carlos de Alencar Martins e João Branco, sócios da cafeteria instalada em mega prédio comercial no bairro Jardim.

No último dia 23, o sábado foi marcado pelo encontro de coffes lovers, entre um de café coado e um café expresso muitas xícaras de grãos especiais foram degustadas. Os de produtores do Sul de Minas acompanhados da jornalista especialista em Café Valeria Vilela fizeram uma apresentação das diferentes nuances dos grãos de 15 lavouras mineiras.

O empresário Alex Faria passa a ter semanalmente uma coluna especial para os coffes lovers, o evento marcou o lançamento do espaço que semanalmente vai divulgar um café especial e trazer uma história de um cafeicultor do sul de minas.” Sabemos o cuidado que cada produtor tem com seus produtos e temos um grupo de leitores que querem saber quem são esses cafeicultores. Estamos sendo pioneiros em apoiar o cafeicultor aqui na ponta, onde os grãos são consumidos, queremos contar toda semana histórias dos cafés especiais de minas, explica Alex.

A localização das lavouras de café determina o perfil sensorial de um lote de café o que ajuda a definir sabores e aromas da bebida, assim Suzana Santos abriu a primeira reunião dos cafeicultores do sul de Minas que foram a capital paulista apresentar os grãos especiais das fazendas de sete municípios mineiros.  Jane Muniz, enviou seus grãos e a jornalista Valeria apresentou um pouco da importância da bebida que começa a ser comparada com o vinho enquanto o primeiro tem mais de séculos, o café, que tem pouco mais de 1.100 anos desde que passou a ter sua bebida preparada.

Para Marcos Pimenta, cafeicultor de Jacuí, as condições climáticas onde está localizado um pé de café influencia diretamente na qualidade e nas nuances que os grãos vão apresentar, isso aliado a uma pós colheita e uma torra eficiente realçam os sabores que os baristas valorizam, enfatizou.

Os cafeicultores conheceram o cardápio e as variações que um barista experiente oferece aos clientes que apreciam cafés especiais. Para o apicultor Cezio Oliveira as possibilidades de drinks que são oferecidos me encantou, percebi o quanto o mel que produzimos seduz os baristas e valoriza as bebidas que eles preparam. Os clientes ficaram encantados com o sabor do mel que levamos, foi uma experiência incrível, é plantar e esperar para colher, resumiu o apicultor de Guaxupé que integrou o grupo.

Para a jornalista Valeria Vilela, que desde de outubro de 2018 vem realizando atividades de busca de novos consumidores para os cafés especiais da região “foi uma oportunidade incrível de troca de experiências, as harmonizações que os baristas fizeram com as variedades de cafés especiais que os cafeicultores apresentaram foi um momento de enriquecimento para ambas as partes. A experiência gastronômica que estamos oferecendo tem criando oportunidades de vendas diretas entre as cafeterias e os cafeicultores, “enfatiza a jornalista que há dez anos cobre o mercado cafeicultor no Brasil e no exterior.

Para os donos de torrefação, Fábio Silva, Odenilza Silva, Aiton Silva e Silvana Silva a viagem foi um importante agregador de perspectivas, percebemos que há um novo consumidor de café, que vai muito além da xicara. Tivemos a certeza que caminhamos no rumo certo, os novos tomadores de café apostam em qualidade e sabores diferente, enfatizou o cafeicultor Fabio. Já Silvana desenvolveu um chocolate belga em grãos “desenvolver um produto gastronômico exige além de conhecimento sensibilidade, esse contato direto com o cliente nas cafeterias enriquece nossa experiência e proporciona um diálogo direto com quem aprecia cafés,” ressaltou a empresária.

Já para Raquel Muniz, da Sanches Café, que levou grãos de cafés vulcânicos, serviu uma bebida que poucas cafeterias na capital paulista oferecem aos clientes,” temos como objetivo busca agradar e surpreender diferentes paladares, atendendo um mercado crescente no Brasil e em todo o mundo: o de cafés finos e de alto padrão, explica Raquel que mora em Cabo Verde.

Para José Vinicio da Silva, de Monte Santo, que deixou a cidade e retornou ao campo, o café é terapêutico, como técnico agrícola, meu amor ao café vai além da lavoura e da xicara. Na viagem a São Paulo destacou aos clientes que participaram da degustação dos cafés das montanhas mineiras que os aspectos naturais da região e da vasta experiência na produção, as fazendas que originam os cafés especiais têm aliando tecnologia com práticas de responsabilidade ambiental e social.

As próximas ações já estão agendadas, os interessados devem entrar em contato pelo telefone 11 953576946.

Fonte: ABC do ABC

Visualizar | |   Comentar     |  



1