Rede Social do Café

T Ó P I C O : Os sinais pouco conhecidos de que o café pode não ser a melhor escolha para você

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5249

Visitas: 26.702.512

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Os sinais pouco conhecidos de que o café pode não ser a melhor escolha para você


Autor: Leonardo Assad Aoun

62 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 17/04/2024 15:00:39


Leonardo Assad Aoun comentou em: 17/04/2024 14:53

 

Os sinais pouco conhecidos de que o café pode não ser a melhor escolha para você

 

Nem todos se dão bem com a cafeína. Há quem sinta desde uma simples dor de estômago até dores de cabeça, fadiga e desconforto geral. Veja em quais situações evitar!

Por Iesney Santos

Tomar café é quase um ritual diário para muitas pessoas ao redor do mundo, utilizado como um impulso matinal ou um incentivo para a produtividade. A indústria do café, segundo a pesquisa de mercado da Gitnux, espera um crescimento anual de 4,65% até 2027, com o Brasil sendo um dos líderes de consumo na América do Sul, seguido de perto por um aumento significativo na Argentina.

Porém, nem todos se dão bem com a cafeína. Há quem sinta desde uma simples dor de estômago até dores de cabeça, fadiga, desconforto geral, constipação, dores articulares e até erupções cutâneas após beber café. A Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) afirma que a cafeína é rapidamente absorvida, com 99% dela indo para a corrente sanguínea em cerca de 45 minutos após o consumo.

Por que a cafeína pode ser ruim para você?

“Em um jovem adulto saudável, o fígado leva cerca de seis horas para reduzir pela metade a quantidade de cafeína circulante. Mas, à medida que as pessoas envelhecem, as enzimas envolvidas no metabolismo da cafeína tornam-se menos eficientes”, dizem especialistas, notando que gravidez, fumo e certos medicamentos também afetam a velocidade de metabolização da cafeína.

A Clínica Mayo aponta que a cafeína pode ser problemática para quem tem pressão alta, bloqueando hormônios que mantêm as artérias dilatadas ou aumentando a produção de adrenalina. Liliana Papalia, especialista em Nutrição e Obesidade, sugere que o café deve ser consumido com moderação, a menos que você tenha condições específicas que o tornem contraindicado.

A mistura de cafeína com álcool e outras drogas é particularmente desencorajada devido aos riscos à saúde. O estudo “Resposta metabólica do cérebro humano à cafeína e os efeitos da tolerância” do The American Journal of Psychiatry destaca que pessoas intolerantes à cafeína podem sofrer problemas psicológicos e físicos significativos após consumi-la, incluindo insônia, taquicardia, tremores, dor de cabeça, irritabilidade, nervosismo e incontinência.

Além disso, a forma como o café é processado e os ingredientes adicionados durante a embalagem podem ser culpados por alguns sintomas, mais do que a cafeína em si, segundo Papalia.

Um estudo da Oxford Academic, de 2011, também identificou que cerca de 10% da população possui um gene, CYP1A2, que os faz metabolizar a cafeína mais rapidamente ou mais lentamente, afetando sua sensibilidade à substância. Aqueles com metabolismo rápido processam a cafeína quatro vezes mais rápido do que os de metabolismo lento, que devem ter cautela com o consumo da substância.

Com informações de O Globo.

Fonte: Capitalist

Visualizar | |   Comentar     |  



1