Rede Social do Café

T Ó P I C O : Café arábica recua nesta tarde de 4ª feira em NY com nova disparada do dólar

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5112

Visitas: 21.948.831

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Café arábica recua nesta tarde de 4ª feira em NY com nova disparada do dólar


Autor: Leonardo Assad Aoun

37 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 14/08/2019 15:57:47


Leonardo Assad Aoun comentou em: 14/08/2019 15:59

 

Café arábica recua nesta tarde de 4ª feira em NY com nova disparada do dólar

 

Os contratos futuros do café arábica operam com baixa próxima de 100 pontos nesta tarde de quarta-feira (14). O mercado realiza ajustes ante a alta na sessão anterior, mas sente pressão importante do dólar.

Por volta das 12h11, o vencimento setembro/19 tinha queda de 90 pontos, cotado a 95,45 cents/lb. O dezembro/19 recuava 85 pontos, a 98,85 cents/lb e o contrato março/20 anotava 102,40 cents/lb com 90 pontos de perdas.

O mercado encerrou a sessão anterior com alta de mais de 200 pontos na ICE. Agora, ajustes são vistos no terminal externo. O dólar voltou a disparar ante o real e também pressiona as cotações, pois impacta nas exportações.

"Os preços do café arábica estão menores por conta da fraqueza do real, que está em queda e logo acima do recorde de baixa de dois anos e meio da segunda-feira. Um real mais fraco ante o dólar estimula as exportações", disse o Barchart.

Às 12h15, o dólar comercial avançava 1,20%, cotado a R$ 4,014 na venda, acompanhando cautela renovada no exterior por conta dos dados fracos da China e Alemanha. Na véspera, o dólar fechou em queda de 0,42%.

"Pesa na percepção do desempenho da economia global, o que - a priori - embasa movimentos de aversão ao risco. Por outro lado, 'alimenta' apostas de que Pequim terá de 'se curvar' mais a Washington nas negociações a fim de antecipar o fim do drama comercial e seus impactos", explicou para a Reuters a equipe da corretora H.Commcor.

No Brasil, no último fechamento, o tipo 6 duro era negociado a R$ 419,00 a saca de 60 kg em Guaxupé (MG) e em Poços de Caldas (MG) estavam valendo R$ 398,00.

» Clique e veja as cotações completas do café

 

Por: Jhonatas Simião

Visualizar | |   Comentar     |  



1