Rede Social do Café

T Ó P I C O : Embarque de café verde do país cresce 27,5% em julho apesar de problemas com navios

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5029

Visitas: 20.307.204

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Embarque de café verde do país cresce 27,5% em julho apesar de problemas com navios


Autor: Leonardo Assad Aoun

60 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 09/08/2018 18:03:27


Leonardo Assad Aoun comentou em: 09/08/2018 18:19

 

Embarque de café verde do país cresce 27,5% em julho apesar de problemas com navios

 

SÃO PAULO (Reuters) - A exportação de café verde do Brasil em julho atingiu 2,03 milhões de sacas de 60 kg, alta de 27,5 por cento ante o mesmo mês do ano passado, mesmo com o setor lidando com problemas no transporte marítimo, afirmou o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé) em nota nesta quinta-feira.

"Apesar dos problemas observados na movimentação de carga nos portos e navios, que influenciaram os embarques de café no mês de julho, os resultados foram positivos e se mostraram acima do esperado", disse o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes.

O dirigente não especificou quais seriam esses problemas.

Exportadores de café estão lidando desde o ano passado com a redução de linhas de transporte marítimo, o que coloca desafios para o setor em um ano em que o Brasil colhe uma safra recorde.

Apesar de terem crescido na comparação anual, os embarques de café verde em julho caíram na comparação com junho, quando atingiram 2,27 milhões de sacas.

Considerando também o produto industrializado (solúvel e torrado & moído), a exportação de julho do Brasil somou 2,3 milhões de sacas de café, crescimento de 24,2 por cento em relação ao mesmo mês do ano passado.

A receita cambial também apresentou aumento, de 10,8 por cento em relação ao mesmo mês de 2017, chegando a 337,2 milhões de dólares.

Entre as variedades embarcadas no mês, o café arábica manteve o domínio, com 71,7 por cento do total, enquanto o conilon representou 15,8 por cento (367 mil sacas) das exportações, batendo recorde entre os meses deste ano e demonstrando uma grande recuperação da variedade que fora prejudicada pela forte estiagem ocorrida no Espírito Santo em 2015/16, disse o Cecafé.

O café solúvel registrou participação de 12,5 por cento (291 mil sacas) nas exportações do mês.

No acumulado do ano civil (de janeiro a julho de 2018), o Brasil registrou um total de 16,9 milhões de sacas exportadas, queda de 0,3 por cento na comparação com o mesmo período do ano passado. A receita cambial também apresentou um declínio, de 10,9 por cento, alcançando 2,6 bilhões de dólares.

(Por Roberto Samora e Marcelo Teixeira)

Fonte: Reuters/Notícias Agrícolas

Visualizar | |   Comentar     |  



1