Rede Social do Café

T Ó P I C O : Café: Após ampla oscilação, Bolsa de Nova York fecha sessão desta 3ª feira próxima da estabilidade

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 5041

Visitas: 20.523.620

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Café: Após ampla oscilação, Bolsa de Nova York fecha sessão desta 3ª feira próxima da estabilidade


Autor: Leonardo Assad Aoun

90 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 09/01/2018 20:58:44


Leonardo Assad Aoun comentou em: 09/01/2018 17:48

 

Café: Após ampla oscilação, Bolsa de Nova York fecha sessão desta 3ª feira próxima da estabilidade

 

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) fecharam a sessão desta terça-feira (9) praticamente estáveis. O mercado do grão passa por acomodação técnica após as altas recentes, mas operadores também estão atentos às informações sobre melhores condições climáticas no Brasil, maior produtor e exportador, e câmbio.

O vencimento março/18 fechou a sessão de hoje cotado a 125,15 cents/lb – estável, o maio/18 registrou 127,55 cents/lb com avanço de 5 pontos. Já o contrato julho/18 encerrou o dia com 129,85 cents/lb e valorização de 5 pontos e o setembro/18, mais distante, fechou a sessão cotado a 132,15 cents/lb com 5 pontos de alta.

Após ampla oscilação durante o dia, o mercado do arábica acabou fechando o dia próximo da estabilidade. Ainda assim, durante o dia, ajustes técnicos foram vistos e os principais vencimentos se afastaram do patamar de US$ 1,30 por libra-peso diante dos avanços recentes. O clima no Brasil também foi fator de pressão para os preços.

Tem chovido bem nas principais regiões produtoras do Brasil e os operadores ficaram otimistas com a produção na safra 2018/19. O câmbio também tem contribuído para as quedas recentes no mercado. O Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP) já havia destacado na semana passada a possibilidade de queda nos preços nacionais e internacionais.

"O clima favorável ao desenvolvimento da safra 2018/19 no Brasil e a bienalidade positiva dos cafezais devem resultar em produção semelhante – ou até mesmo superior – à da temporada 2016/17, conforme pesquisadores do Cepea", disse o órgão em informativo na semana passada.

O câmbio também deu pressão ao mercado durante parte do dia. O dólar comercial encerrou a sessão desta terça-feira com alta de 0,31% e saca cotada a R$ 3,2464 na venda. A divisa oscilou em movimento de correção e acompanhando a cena externa. A divisa mais valorizada em relação ao real tende a encorajar as exportações da commodity pelo Brasil.

Mercado interno

Os negócios com café acontecem de forma isolada nas praças de comercialização do Brasil nesses primeiros dias de 2018. Já nos últimos dias do ano passado poucas transações eram vistas no país. Analistas, no entanto, estimam que as negociações devem ganhar mais ritmo.

O café tipo cereja descascado registrou maior valor de negociação em Espírito Santo do Pinhal (SP) com saca a R$ 500,00 – estável. A maior oscilação no dia ocorreu em Guaxupé (MG) com alta de 0,83% e saca a R$ 484,00.

O tipo 4/5 registrou maior valor de negociação em Franca (SP) com saca a R$ 470,00 – estável. Não houve oscilação dentre as praças no dia.

O tipo 6 duro anotou maior valor de negociação em Araguari (MG) (estável) e Franca (SP) (estável), ambas com saca a R$ 460,00. A maior oscilação no dia ocorreu na Média Rio Grande do Sul com queda de 2,17% e saca a R$ 450,00.

Na segunda-feira (8), o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, teve a saca de 60 kg cotada a R$ 449,10 e baixa de 1,25%.

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Visualizar | |   Comentar     |  



1