Rede Social do Café

T Ó P I C O : Café: Baixa de cerca de 100 pts é registrada na Bolsa de Nova York nesta tarde de 4ª feira

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 4976

Visitas: 19.498.610

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Café: Baixa de cerca de 100 pts é registrada na Bolsa de Nova York nesta tarde de 4ª feira


Autor: Leonardo Assad Aoun

53 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 06/12/2017 17:47:57


Leonardo Assad Aoun comentou em: 06/12/2017 14:41

 

Café: Baixa de cerca de 100 pts é registrada na Bolsa de Nova York nesta tarde de 4ª feira

 

Os futuros do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam com queda de cerca de 100 pontos nesta tarde de quarta-feira (6) e estendem as perdas da véspera. Essa é a terceira baixa consecutiva. O mercado registra ajustes técnicos ante as recentes valorizações, mas operadores também seguem atentos ao clima no Brasil.

Por volta das 12h30 (horário de Brasília), os lotes com vencimento para dezembro/17 estavam cotados a 125,60 cents/lb com queda de 35 pontos, o março/18 caía 115 pontos, cotado a 126,25 cents/lb. Já o vencimento maio/18 operava com recuo de 120 pontos e estava sendo negociado a 128,35 cents/lb e o julho/18 perdia 120 pontos, cotado a 130,60 cents/lb.

As cotações futuras do café arábica subiram forte nas últimas sessões, chegando a ficar bem próximos do patamar de US$ 1,30 por libra-peso, sem forças para dar continuidade ajustes são vistos no mercado externo. Além disso, as condições climáticas em Minas Gerais, maior estado produtor do grão, também dão pressão aos preços, segundo agências internacionais.

A previsão do tempo aponta a continuidade das precipitações nas áreas produtoras nos próximos dias. Acumulados de até 100 milímetros podem ocorrer nos próximos sete dias no Cerrado, Alta Mogiana e partes do Espírito Santo e Zona da Mata. No Sul, são esperados acumulados de 50 mm. As lavouras brasileiras enfrentaram condições climáticas adversas nos últimos meses.

No Brasil, por volta das 09h30, o tipo 6 duro era negociado a R$ 460,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 460,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam sendo cotados a R$ 451,00 a saca. Os negócios no mercado interno melhoraram nos últimos dias.

Por: Jhonatas Simião

Visualizar | |   Comentar     |  



1