Rede Social do Café

T Ó P I C O : #Café, uma cultura em expansão no interior do estado de RO

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 4960

Visitas: 19.029.130

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

#Café, uma cultura em expansão no interior do estado de RO


Autor: Leonardo Assad Aoun

139 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 19/06/2017 10:28:29


Leonardo Assad Aoun comentou em: 19/06/2017 07:15

 

#Café, uma cultura em expansão no interior do estado de RO

 

O município possui aproximadamente 4,5 mil propriedades rurais e dessas cerca de 950 cultivam o grão.

Por Magda Oliveira
DIÁRIO DA AMAZÔNIA

Quem pensa que Cacoal perdeu o título de ‘capital do café’, se engana. De acordo com o extensionista da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Cacoal (Emater) Wesley Gama, o que ocorreu com o município foi uma diminuição de área plantada, porém ouve um aumento na produção nos últimos cinco anos, com o cultivo do café clonal. O município possui aproximadamente 4,5 mil propriedades rurais e dessas cerca de 950 cultivam o grão.

Segundo o extensionista, não só Cacoal mas todo o estado de Rondônia passou por uma mudança muito grande de plantio nos últimos cinco anos, devido as novas tecnologias aplicadas no plantio das mudas. Outros fatores como adubação, uso de calcário, sistema de irrigação e poda também foram observados e melhorados pelos produtores, o que favoreceu no aumento da produção.

“A seleção das mudas foi um dos fatores que mais contribuiu com essa mudança, pois antes o café era plantado por sementes e muitas vezes não possuíam material genético bom, com o tempo a tecnologia da técnica clonal tornou as plantas mais produtivas”, explicou Gama.

Há cinco anos o Estado produzia no máximo um milhão de sacas de café, a previsão é que até o final de 2017 Rondônia feche a colheita com dois milhões de sacas do grão, e isso só será possível com um conjunto de tecnificações implantadas pelos produtores.

“Essa quantidade de sacas colhidas é muito considerável, pois tivemos um aumento de mais de 150% de produção nos últimos cinco anos”, contou.

Cacoal conta com uma variação de formatos de produtores, como familiares, comissionado, do passado, os que estão em transição, o pequeno produtor, o tecnificado e o bem mais avançado.

Emater oferece apoio ao agricultor

“Nós fazemos os dias de campo para tentar igualar o grupo, mas ainda existem os produtores que preferem trabalhar com os métodos tradicionais, mas também têm os que já trabalham suas lavouras com toda a parte tecnológica, de forma mecanizada.

E é comprovado, que os produtores que trabalham com essas tecnologias são mais capitalizados”, afirmou o extensionista.
Para incentivar ainda mais essa produção e o aumento de produtores que trabalham com essa cultura, a Emater oferece várias ações que beneficiam esse público. De acordo com o presidente estadual da Emater, Francisco Mendes Sá, o Chiquinho da Emater, o trabalho do órgão é voltado principalmente para a assistência técnica de forma social, ambiental e econômica.
“Nosso objetivo é levar tecnologia ao campo, melhoria de vida ao produtor rural, pois nosso objetivo é que a família tenha uma vida melhor com dignidade, mas sem precisar sair do campo para conquistar isso”, garantiu.

Expectativa de 800 sacas colhidas até 2019

Nós últimos anos o órgão passou a trabalhar na busca do aumento da produtividade. Segundo Chiquinho em 2011, o Estado estava com uma marca de 800 sacas colhidas. A expectativa é que até 2019 Rondônia chegue a 4 milhões de produção de sacas de café.

“Estão indo para campo todos os anos 10 milhões de mudas de café clonal. Rondônia já foi destaque na produção de café, e depois de termos iniciado o trabalho com o clonal, essa boa produção está voltando”, comemorou.

O empresário do ramo de compra e venda de café e presidente da Câmara Setorial do Café, Ezequias Braz da Silva Neto, o ‘Tuta Café’, foi um dos primeiros agricultores a acreditar na expansão do grão . Acompanhando as safras durante 41 anos, Tuta se diz otimista.

Produção aumenta todo ano

“Nossa produção está aumentando ano a ano e o plantio no Estado é muito grande, então todos os anos estamos tendo surpresas de safra. O aumento é gradativo e com o incentivo do governo que tem investido na produção do café, essa produção só vai melhorar”, acredita Tuta. A 2ª edição do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café Canéfora será realizado em Cacoal no mês de setembro. Em 2016 o vencedor do concurso foi um produtor do município.

Visualizar | |   Comentar     |  



1