Rede Social do Café

T Ó P I C O : Três Pontas recebe o primeiro curso de Classificação e Degustação de Cafés Especiais

Informações da Comunidade

Criado em: 28/06/2006

Tipo: Tema

Membros: 4932

Visitas: 18.909.261

Mediador: Sergio Parreiras Pereira

                        

Adicionar ao Google Reader Adicionar ao Yahoo Reader Adicionar aos Favoritos BlogBlogs


Comentários do Tópico

Três Pontas recebe o primeiro curso de Classificação e Degustação de Cafés Especiais


Autor: Leonardo Assad Aoun

99 visitas

1 comentários

Último comentário neste tópico em: 20/03/2017 16:45:44


Leonardo Assad Aoun comentou em: 20/03/2017 13:31

 

Três Pontas recebe o primeiro curso de Classificação e Degustação de Cafés Especiais

 

Funcionários da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas participaram do primeiro curso de Classificação e Degustação de Cafés Especiais do SENAR Minas. O treinamento, que é de 40 horas, foi realizado nos laboratórios da Cocatrel, em Três Pontas. O objetivo foi treinar classificadores de cafés especiais, já que é uma demanda cada vez maior no mercado.

A dedicação é exclusiva. Tanto na teoria quanto nas aulas práticas são analisados o mundo dos cafés especiais, que vai desde o surgimento do café, passando pelo mercado, ondas de evolução do consumo, classificação do café verde, torra, habilidades sensoriais necessárias para a prova e degustação de amostras de cafés especiais de diferentes métodos de produção, de altitudes, regiões e pontuações variados. “A finalidade do treinamento é dar um maior embasamento para produtores rurais e seus familiares envolvidos na produção de café, como também aos profissionais da área que estão ingressando no mercado”, explica o instrutor Marcos Antônio dos Reis Teixeira.

Esse é o primeiro curso deste tipo promovido pelo SENAR no estado. Segundo Marcos, a entidade já realiza o curso de Classificação e Degustação de Café tradicional. A nova oferta vem atender um mercado de cafés que tem conquistado as propriedades cafeeiras de Minas Gerais, principalmente da região Sul de Minas. Após receber toda metodologia de ensino e entender as diferentes nuances da qualidade do grão, o participante estará pronto para produzir um café de bebida final muito melhor. Outro detalhe importante refere-se à cadeia do agronegócio café especial. O aluno acompanha todo o processo, até como agregar valor ao produtor.

Pierre Ferreira Brito é gerente do departamento de classificação e degustação de cafés especiais da cooperativa. Ele diz que o curso foi muito proveitoso. Para ele, as técnicas repassadas vão ajudar a alavancar o trabalho que já é realizado pela Cocatrel. “Nós temos hoje cerca de cinco mil cooperados de mais de 60 municípios. Trabalhamos com atendimento especializado, e esse treinamento veio de encontro ao que precisávamos para atender melhor o nosso cafeicultor”, diz.

Márcio José Silvério, um dos alunos, trabalha como classificador há 17 anos. Na opinião dele, o curso oferece uma base muito boa e didática. “Há cinco anos estou na cooperativa; fiz o treinamento com a intenção de ampliar os conhecimentos. E a classificação tradicional é bem distinta da especial. Em uma você analisa a diferença na qualidade, e na outra o defeito. Para mim foi excelente ter essa nova visão”, finaliza.

Assessoria de Comunicação do SENAR Minas
www.senarminas.org.br

Via CO News

Visualizar | |   Comentar     |  



1